Reflita antes de comprar o material escolar dos seus filhos

em em Meio Ambiente

Volta às aulas sempre culmina em uma enorme lista de materiais escolares para se comprar. As crianças tendem a ser consumistas e sempre querem muitas coisas novas, de temas atuais. Porém, é importante ensinar o consumo consciente das crianças desde cedo, ensinando valores que devem ser passados ainda dentro de casa.  

Reaproveitar o que tem

Esse é o primeiro passo. Reúna todos os materiais de anos anteriores e sente em uma mesa junto com a criança. Veja item a item o que pode ser reaproveitado, o que deve ser reformado, e o que deve ser comprado novo. É importante negociar com a criança, argumentar e também ouvi-la para que cheguem à um consenso. Os materiais que estiverem em bom estado, como mochilas, uniformes e canetas, devem ser usados novamente.

Vida nova aos materiais antigo 

Caso exista alguns matérias que estejam em bom estado, porém, que a criança se desinteressou, como uma lancheira, capa de caderno ou um estojo antigo, você pode usar a sua criatividade e recortar fotos e imagens, colar adesivos. É legal fazer isso junto com a criança, assim ela pode escolher os temas e vai ficar muito contente com o objeto personalizado.

Você pode também reunir as sobras de diversos cadernos antigos e montar um novo.

No caso de objetos que estejam levemente danificados, como uniformes e mochilas rasgados, pode-se mandar para o conserto (ou concertar você mesmo) em uma costureira ou sapateiro, muitas vezes sai mais em conta.

b2ap3_thumbnail_vida-nova.jpg

Reutilize materiais antigo dentro de casa

Para não jogar nada fora, estimule a criança a fazer uma caixa em casa com as sobras dos materiais. Assim ela pode utilizar os lápis e outros instrumentos para brincar ou levar até a casa dos avós ou amiguinhos, mantendo o material da escola sempre em ordem. Outra ideia é passar esta caixa para as crianças menores brincarem ou encaminhar para a doação.

Os cadernos e agendas antigas também podem ser usados como rascunho.

Estimule a troca de material

b2ap3_thumbnail_troca.jpg

Você pode organizar com alguns pais uma feira de troca de materiais, assim, a criança que já enjoou de seus pertences, como mochila e estojos, podem trocar por outro que lhes agrade. Existem sites de troca também e outros onde você pode comprar produtos usados, em bom estado.

Os livros também podem ser trocados na escola ou em sebos, físicos ou virtuais. Uma dica é encapar para garantir que estejam em bom estado no outro ano para que seja útil a um próximo aluno.

Não tem jeito, vou ter que comprar

Então opte pela compra de produtos ecológicos e de boa qualidade. Se você compra produtos de baixa qualidade, eles não irão durar até o próximo ano e você terá que gastar mais ainda e produzir mais lixo. É interessante escolher produtos feitos localmente, estimulando a economia do país. Procure saber se os fabricantes são legais e certificados, evitando a compra de produtos de mão de obra escrava.

Pense bem antes de comprar produtos temáticos, como de desenhos animados, já que as crianças crescem rápido e se desinteressam facilmente pelas personagens. Quanto mais básico for o item, maior será sua vida longa.

Escolha embalagens maiores caso precise comprar algo em grande quantidade, sai mais barato e você ainda reduz o desperdício.

Ensine seu filho a cuidar do material

Ensine a criança a não morder pontas de lápis, não rasgar ou rabiscar folhas de caderno e livros à toa, não perder tampas. Cuidados básicos para que o material fique sempre em ordem.

Pode parecer algo pequeno, mas isso vai lhe ensinar muitas coisas ao longo de sua vida, educando-a a lidar com o consumismo, cuidar do que tem, e assim, ser mais feliz.

Fonte: Ciclo Vivo

Comentários

  • Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar

Deixe seu comentário

Visitante Domingo, 18 Novembro 2018
Powered by EasyBlog for Joomla!